Desafios de conviver com as diferenças entre colegas de trabalho

Qualquer profissão oferece desafios e obstáculos para além das atividades que envolvem o conhecimento da área. As diferenças entre colegas de trabalho estão certamente entre as principais dificuldades e, às vezes, podem se tornar um desafio na vida de um colaborador.

A boa notícia é que existem formas de lidar ou até mesmo driblar essas inconveniências a partir de ações simples. Vale lembrar também que nem sempre esses problemas são reais, mas partem de uma visão subjetiva que diverge dos demais.

É natural que lidemos com diferentes visões de mundo quando convivemos com outras pessoas, e na área profissional não poderia ser diferente.

Neste post, vamos apontar os principais desafios de convivência no ambiente de trabalho e algumas formas de superá-los. Confira!

Preservar a cordialidade e o bom humor

Mesmo em situações estressantes, com colegas de trabalho e ou situações  negativas no ambiente de trabalho, você deve saber como manter seu equilíbrio e não entrar nesse ciclo pernicioso.

Preserve comportamentos básicos e essenciais, como cumprimentar a todos quando chegar à empresa e dizer “com licença”, “por favor” e “obrigado” sempre que necessário.

Isso deixará claro qual é a sua índole e não abrirá espaços para rixas e outras situações extremamente desnecessárias.

Não se isolar em grupos de interesse

Dependendo da cultura da empresa, existem ambientes de trabalho nos quais a formação de grupos que se isolam dos demais, costuma ser bastante comum.

Porém, se você realmente quer atuar pelo bom convívio, evite se fechar em qualquer um desses grupos. Saiba lidar com as diferentes personalidades e, assim, estará demostrando sua habilidade em lidar com o ambiente corporativo. Lembre-se de que essa é uma característica essencial para quem busca cargos de liderança.

Quem se isola demonstra imaturidade e pode adotar comportamentos negativos, como fofocas, conspirações e atitudes invejosas e rivalistas em relação a outros departamentos e grupos.

Trabalhar em nome de resultados e não da aparência

Em ambientes corporativos, sobretudo quando existem reais possibilidades de ascensão, não é raro encontrar profissionais que querem se destacar mais “mostrando serviço” do que realmente gerando resultados positivos para a empresa.

Algumas das características desses profissionais são:

  1. Arrogância
  2. Egolatria
  3. Dissimulação
  4. Exibicionismo

Para sair desse círculo destrutivo, é recomendável que você evite ao máximo alimentar esse tipo de comportamento e lide com as situações de maneira profissional buscando resultados alinhados com a cultura da empresa e s=com seus valores pessoais.

Manter-se prestativo para superar diferenças entre colegas de trabalho

A grande maioria dos profissionais esta genuinamente interessada em se desenvolver e ter sucesso saudável na sua profissão mas existem profissionais que acabam tendo comportamentos de natureza negativa, devido a sua insegurança e competitividade. Nem sempre você poderá conviver apenas com os melhores colaboradores, o que não justificará distância ou procrastinação da sua parte.

Manter-se ativo e prestativo é essencial para cuidar da própria carreira com equilíbrio e crescimento. Quando encontrar algum colega com alguma dificuldade e puder ajudar, não meça esforços.

Porém, não confunda isso com amizade nem dê qualquer conotação pessoal a essa boa atitude; ao contrário, demonstre profissionalismo ao agir dessa maneira.

A empresa agradece e o seu colega também!

Não se afetar pelo desempenho dos demais

Nos tempos atuais, muito tem se falado em procrastinação e os desafios de se manter focado em meio a tantos estímulos e distrações na era informacional. Se levarmos isso para o ambiente profissional, o quadro pode se agravar mais ainda com os colegas que não dão a devida importância ao foco e à produtividade.

Quando for fazer uma pausa para tomar uma água, almoçar ou movimentar o corpo, tome cuidado para não se prender a colegas de trabalho morosos e pouco produtivos. Saiba encerrar conversas e assuntos que nada agregam ao seu dia a dia e que tomam um tempo precioso, que poderia ser investido de outra forma.

Você não precisa ser rude, mas também não seja conivente com esses modelos de relação. Equilíbrio é tudo!

Evitar supervalorizar problemas pessoais no ambiente de trabalho

Todos temos problemas pessoais e sim, muitas vezes eles estão conosco em todas as situações, inclusive no trabalho.

Tanto para você, quanto para os demais, falar em problemas pessoais ou mesmo tentar resolvê-los no ambiente de trabalho pode ser algo extremamente difícil, desconfortável e muitas vezes contraproducente.

Quando tiver alguma questão pessoal que precise levar para o trabalho, discuta diretamente com o seu gestor. Pense seriamente com quem quer compartilhar seus problemas, até porque num ambiente corporativo não saudável, suas questões e fragilidades podem ser mal interpretadas e isso ser contraproducente para você.

Todo cuidado é necessário na administração entre vida pessoal e profissional; não subestime isso.

Conviver com sabotadores

Uma possibilidade mais extrema, mas não impossível, é você ter que conviver com sabotadores no seu ambiente de trabalho. Apesar de não existir uma forma de você se livrar ou ficar totalmente a salvo deles, existem algumas medidas que podem contribuir para o seu sucesso.

Abaixo, elencamos as principais delas:

  • Esteja ciente de que, infelizmente, situações sabotadoras existem e estão próximas.
  • Cuide de sua produção e zele por seus resultados.
  • Evite abrir espaço para que essas distrações e sabotagens interfiram de alguma forma em seu trabalho.
  • Não se beneficie prejudicando seus colegas. Fique atento! Não alimente este comportamento em você e nos outros.

Procure sempre equilibrar as diferentes questões e negociá-las da melhor maneira no seu dia a dia. No final, todos saem ganhando com isso e você se sentirá confortável e se desgastará menos no seu trabalho.

Estamos sempre com as melhores informações sobre como se equilibrar na vida pessoal e profissional. Cuide bem de você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *